• 23.1.2012 - 19:18 -
  • Proibido para maiores de 25
  • Novo RNK, que deve ser publicado nos próximos dias, muda as regras da categoria Graduados

  • A CNK (Comissão Nacional de Kart) promoverá uma mudança radical no que diz respeito à categoria Graduados. A partir de 2012, os pilotos que tenham mais de 25 anos não terão mais a opção de correr como Graduados: eles deverão tirar suas carteirinhas como Sênior A. Alguns rumores a respeito disso já circulavam no meio do kartismo, e a informação foi confirmada ao Allkart.net pelo presidente da CNK, Rubens Gatti, por telefone, na tarde desta segunda-feira.

    Segundo Gatti, o objetivo é fazer com que a Graduados seja uma categoria destinada a pilotos mais novos que estão dando os primeiros passos rumo a uma carreira no automobilismo. “Os pilotos chegam na Graduados com 14, 15 anos de idade, e acabam encontrando gente que tem 15 anos de Graduados”, analisou o presidente do órgão que rege o kartismo no país.

    Há um ano, Ruben Carrapatoso, Tuka Rocha, André Nicastro, Sérgio Jimenez e Nelsinho Piquet correram como Graduados no SKB 02, em Interlagos (Foto: Nei Tessari/Allkart.net)

    Há um ano, Ruben Carrapatoso, Tuka Rocha, André Nicastro, Sérgio Jimenez e Nelsinho Piquet correram como Graduados no SKB 02, em Interlagos (Foto: Nei Tessari/Allkart.net)

    “É claro que alguns pilotos não aceitaram, não concordaram, mas é porque a medida pode acabar os afetando de alguma forma. São poucos os pilotos acima de 25 anos que competem como Graduados”, comentou. No entanto, o dirigente negou os boatos que apontavam que pilotos com mais de 20 anos que conquistassem títulos nacionais fossem proibidos de seguir na Graduados: “Essa ideia foi levada até nós por alguns pilotos, mas, no fim, foi descartada”.

    “Estes pilotos mais velhos terão a opção de competir na Shifter ou então na Sudam, que é uma categoria que tem um nível técnico mais elevado e que utiliza equipamento CIK. Um pouco mais parecida com o que existe na Europa”, completou. “Hoje a Sudam faz o papel que era da Graduados ‘A’ antigamente: uma categoria com um nível técnico mais elevado”, declarou Rubens.

    Para as categorias Sudam e Shifter, o regulamento segue inalterado, e pilotos com menos de 25 anos continuarão tendo a opção de correr nestas classes.

    Questionado sobre pilotos maiores de 25 anos que tenham contratos com fábricas para desenvolver equipamentos e disputar campeonatos na categoria Graduados, Gatti disse que o objetivo é dar mais chance aos mais novos: “Queremos que as fábricas contratem jovens talentosos como pilotos oficiais, pois assim eles crescerão mais”.

    A mudança passa a valer para as competições regidas pela CNK/CBA a partir do momento em que o Regulamento Nacional de Kart de 2012 (RNK) for publicado, o que deve acontecer nos próximos dias, de acordo com as informações que o presidente da CNK passou ao Allkart.net.

    Não são raros os momentos em que pilotos da nova geração encaram gente da velha guarda. Na foto, Victor Franzoni segura André Nicastro (Foto: Nei Tessari/Allkart.net)

    Não são raros os momentos em que pilotos da nova geração encaram gente da velha guarda. Na foto, Victor Franzoni segura André Nicastro (Foto: Nei Tessari/Allkart.net)

    Rubens Gatti lembrou que é complicado mudar o critério para a divisão das categorias: “Aconteceu o mesmo quando decidimos que passaríamos a fazer a divisão por ano de nascimento, mas depois todos viram que seria melhor”. Dentre os pilotos afetados pela nova medida da CNK estão alguns dos principais nomes do kartismo nacional, como Sérgio Jimenez, André Nicastro e Ruben Carrapatoso, que frequentemente disputam torneios como Graduados.

    O paranaense ainda revelou que, para os próximos anos, o objetivo é unificar as categorias Júnior Menor e Júnior: “Em 2013, vamos aumentar um ano na Cadete e na Super Cadete. Queremos que o piloto passe dois anos em cada uma das categorias de base e que, com seis anos, ele possa virar Graduado. Hoje tem gente que anda oito anos e ainda não é Graduado”.

    A categoria Mirim, cogitada para deixar de existir já a partir de 2012, segue no quadro da CNK, mas é outra que, segundo Rubens Gatti, deve ser extinta nos próximos anos.

  • Autor:
  • Renan do Couto -

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 


15 Responses to Proibido para maiores de 25


    • Antonio Florêncio diz:
    • 23 de janeiro de 2012 at 20:15
    • Existe uma incoerência nesta matéria, ou seja se a partir de 25 anos o piloto deve correr na Shifter ou Sudam, como fica a sênior ? Sugiro que pilotos a partir de 22 anos passem a poder competir como seniores. Agora, se os Novos Graduados, reclamam dos “old boys” nessa categoria, é justo que não seja permitido aos mesmos correrem na Shifter, ou teremos 2 pesos e 2 medidas, ou não ? A verdade é a seguinte, continuaremos nivelando por baixo !!

    • Responder
    • Antonio Florêncio diz:
    • 23 de janeiro de 2012 at 20:18
    • Aproveitando, o RNK de 2012 de Portugal foi divulgado em Novembro de 2011 ! Aqui, com vários campeonatos começando, ainda vão divulgar !!

    • Responder
    • Fabio Franzoni diz:
    • 24 de janeiro de 2012 at 1:16
    • É dificil entender uma coisa destas. Meu comentario é baseado em nossa propria experiencia de vida. O Victor Franzoni cresceu admirando estes pilotos (Jimenez, Nicastro, Carrapatoso, Russo, entre outros) aguardando a oportunidade de poder correr com eles e tentar supera-los. A presença de grandes nomes como os citados é motivo de inspiração para os jovens pilotos. Além disto, ao “andar” com eles, é sabido que não é nada facil, portanto este ambiente de dificuldades só colabora para o crescimento profissional de cada recem-graduado. Não concordo com a explicação que esta medida visa a oportunidade de contratação das fabricas em relação aos jovens pilotos. Estes jovens pilotos têm que conquistar seu espaço. Além de tudo, para que uma fabrica chegue a contratar algum piloto, este tem que ter experiencia para que seja possivel o desenvolvimento de equipamentos. Como é possivel adquirir tal experiencia se não há desafios mais dificeis ? Um grid cheio de somente, recem graduados vai desenvolver o que ? Que fabrica vai “contratar” um piloto que começou na categoria agora ? Não vamos confundir “apoio” com “contratação”. Tendo o Nicastro, Carrapa, Jimenez, Russo, Dirani, etc no grid junto com a molecada, no final de uma temporada os juniores serão realmente graduados e prontos para novos desafios, contratações, etc. Fica aqui uma duvida: Se por um acaso, o David Foré quiser correr aqui no Brasil ou qualquer icone do automobilismo mundial como Schmacher, Barrichelo, Massa, entre outros, terão que andar na Senior ? Só no Brasil isto….. Lamentavel.

    • Responder
    • Luca Travaglini diz:
    • 24 de janeiro de 2012 at 1:36
    • pra mim graduados eh e sempre vai se a principal categoria e nao deve te limite de idade, se nao vai dar chance dos pilotos novos fecharem contratos com fabricas eh porque ele nao merece, nao por falta de oportunidade, se a graduados junto com a shifter sao as categorias mais fortes, os desafios tem que ser o mais dificil possivel. Pra mim o kart no Brasil so esta crescendo em quantidade porque em qualidade vai de mal a pior

    • Responder
    • Antonio Florêncio diz:
    • 24 de janeiro de 2012 at 11:42
    • Muito apropriado o comentário do Fábio Franzoni, que corrobora e traduz o sentimento do meu 1º post, ou seja, quem quer ser grande, deve confrontar-se com os melhores, caso contrário estaremos criando uma geração que não estará preparada para os desafios que virão pela frente. O que me parece é que a reivindicação partiu de quem só pensa em “ganhar” títulos e não preparar-se para desafios maiores. Independente disso deveríamos, rever a idade inicial para a Senior A, se os pilotos com 15, 16 anos já são graduados, é certo que a partir de 23 já sejam Senior. Quanto a alegação de “forçar” as fábricas a terem pilotos mais novos desenvolvendo seus produtos, é pura utopia, pois como empresários os donos de fábricas sempre vão optar pelos melhores e, me desculpe o sr, Gatti, ai é querer mandar no que não é seu.

    • Responder
  1. Pingback: Lugar de “velho” é na Sênior | Bobo da Corte

    • Manoel de Queiroz Neto diz:
    • 24 de janeiro de 2012 at 12:16
    • Ao Sr. Fábio Franzoni, meus parabéns pelo comentário. Tenho certeza que é o mesmo pensamento da maioria dos Graduados que encara a carreira com seriedade.

    • Responder
    • Tato D´Elia diz:
    • 24 de janeiro de 2012 at 17:13
    • Que beleza!!Voltaremos a ter um grid na graduados c/ uns 8 ou 10 karts em vez de 20!!E sem os grandes nomes do kartismo brasileiro!!Quanta inteligência!!!

    • Responder
    • Marcelo Lavanini diz:
    • 25 de janeiro de 2012 at 5:45
    • Galera, eu não sou NINGUÉM no kar. E não entendo NADA de kart. Mas me parece que essa mudança nada tem a ver com títulos, mas sim com EMPREGOS. As fábricas bancam pilotos da graduados para desenvolverem seus equipamentos. E esses empregos vinham se perpetuando na mão de pilotos que “em tese” já tem outros “empregos” no automobilismo. Portanto, alguns “pais de pilotos” com alguma influência empurraram uma aposentadoria compulsória garganta abeixo desses “velhos” para abrirem “vagas de trabalho” para seus pimpolhos.
      Será que alguém foi ingênuo o suficiente pra achar que ALGUMA mudança de regulamento nesta tal de CBA tem ALGUM fundamento intenção técnica???

    • Responder
    • Sèrgio Câmara diz:
    • 25 de janeiro de 2012 at 11:31
    • Parabéns ao CNK por esta decisão. Acima de 25 anos, Senior A. A minha pergunta é: porque já não unificou a categoria junior menor e junior?

    • Responder