• 24.2.2014 - 17:06 -
  • Borracha alemã na Rotax
  • Divisão brasileira da Rotax homologou os pneus Mojo com foco nas categorias dos motores austríacos

  •  

    Pneus Mojo são fabricados na Alemanha. (Foto: www.rotax-kart.com)

    Pneus Mojo são fabricados na Alemanha. (Foto: www.rotax-kart.com)

    Motores austríacos e pneus alemães. Essa é a base da receita das categorias Rotax no Brasil em 2014. A divisão verde-amarela da marca, comandada por Wilton Santos, homologou os pneus Mojo junto à Confederação Brasileira de Automobilismo, alinhando a maior parte das suas categorias com o equipamento usado nas competições internacionais de Rotax.

    A Mojo é a marca de pneus que pertence ao Grupo BRP, dono da Rotax. Os compostos são fabricados na Alemanha, por uma fabricante de pneus contratada pelo grupo especificamente para produzir os modelos de kart.

    Dos três tipos de pneu fabricados na Alemanha, a divisão brasileira optou pela linha D3. Os compostos mais macios de uma série que começa com D1 (feitos para durar 250 km), D2 (200 km) e D3 (150 km).

    “Os pneus Mojo, na verdade, são todos bem parecidos. E todos eles têm foco no cliente, ou seja, na durabilidade. O D3 é um pneu que tem 150 voltas constantes. Isso foi um dos requerimentos da Rotax desde o início do desenvolvimento desse pneu, já que esse item representa, normalmente, um dos maiores gastos do piloto”, explicou Wilton Santos.

    Na Copa São Paulo Granja Viana, principal competição dos motores Rotax no Brasil atualmente, os pneus Mojo vão equipar cinco das seis categorias. A exceção é a Micro Max, categoria de entrada para os pilotos com idade entre seis e oito anos, que continuará usando os compostos da MG Pneus.

    “A ideia de trazer os pneus Mojo não é entrar na concorrência do mercado. É preparar o piloto que está indo para o Mundial de Rotax, para ele andar com o mesmo motor e o mesmo pneu que usará lá fora, e chegar no evento sabendo como funciona”, explicou Wilton Santos. “Nosso foco é que nossa categoria tenha nosso pneu”, frisou.

    Na Copa São Paulo Granja Viana, as categorias Rotax usarão um jogo de pneus para as duas primeiras etapas. A partir da terceira prova, em abril, cada piloto usará um jogo de pneus novos a cada três etapas. Cada jogo de pneus Mojo custa, segundo o importador, R$ 575.

     

  • Autor:
  • Ricardo Belussi - SÃO PAULO - SP

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

 


One Response to Borracha alemã na Rotax