• 27.9.2015 - 18:18 -
  • Collet conquista pódio e acaba com jejum brasileiro no Mundial
  • Polonês e norte-americano são os campeões mundiais de 2015 nas categorias KF e KFJ

  • Pódio do Mundial de KFJ 2015, com Caio Collet em terceiro. (Foto: KSP-CIK)

    Pódio do Mundial de KFJ 2015, com Caio Collet em terceiro. (Foto: KSP-CIK)

    O kartódromo de La Conca, em Muro Leccese, na Itália, voltou a receber o Campeonato Mundial de Kart. No último fim de semana (26 e 27), a pista foi palco da edição 2015 do Mundial para as suas duas classes mais tradicionais: a KF e a KFJ.

    E foi palco, também, do fim de um jejum brasileiro em mundiais. Com a terceira posição de Caio Collet na categoria KFJ, encerrou-se um período de 17 anos sem brasileiros no pódio da mais importante competição da modalidade. A última vez que a bandeira verde e amarela havia sido hasteada em um pódio fora em 1998, quando Ruben Carrapatoso conquistou o título da Fórmula A e teve André Nicastro no degrau ao lado, em terceiro.

    O título da KFJ ficou com o norte-americano Logan Sargeant, que dominou praticamente todo o fim de semana do Mundial. O domínio só não foi completo porque ele perdeu, por 0s035, a pole position para o finlandês Konsta Lappalainen. Mas já nas baterias eliminatórias Logan assumiu o controle. Venceu quatro das cinco provas e fechou a fase eliminatória em primeiro. Repetiu o posto na Pré-Final e na Final.

    Logan Sargeant, dos Estados Unidos, é o campeão mundial de juniores em 2015. (Foto: KSP-CIK)

    Logan Sargeant, dos Estados Unidos, é o campeão mundial de juniores em 2015. (Foto: KSP-CIK)

    Quem também se destacou foi o venezuelano Sebastian Wahbeh, que terminou a fase eliminatória e a Pré-Final em segundo, mas terminou a corrida decisiva apenas em quinto. Sargeant venceu a final com 1s8 de vantagem para o francês Clément Novalak e 2s2 à frente de Caio Collet.

    O paranaense Felipe Drugovich também manteve o bom desempenho que já apresentara no Campeonato Europeu, e terminou o Mundial em oitavo lugar – depois de ter sido o quinto no geral da tomada de tempos, quarto na fase eliminatória e sexto na Pré-Final. A campanha de Collet, por sinal, teve o décimo tempo na tomada, o quinto lugar na fase de eliminação e o sétimo na Pré-Final.

    A delegação brasileira neste Mundial ainda teve mais três pilotos. Os irmãos Murilo e Marcel Coletta chegaram até a Pré-Final do evento, onde terminaram respectivamente em 65º e 50º. Gianluca Petecof disputou pela primeira vez um Mundial de Kart e não chegou a se classificar para as finais.

    Made in Polônia

    Ainda em La Conca, duas das estrelas da atual geração de kartistas fizeram dobradinha na categoria principal, a KF. Karol Basz e Nicklas Nielsen foram os principais nomes de todo o fim de semana. Nielsen, da Dinamarca, fez a pole, mas o polonês Karol Basz assumiu o ‘controle’ na fase eliminatória, venceu a Pré-Final e a Final para ficar com o título mais cobiçado do kartismo. Experiente, o britânico Jordon Lennox-Lamb roubou a segunda posição de Nielsen na Final para ficar com o vice-campeonato, deixando o dinamarquês em terceiro.

    Karol Basz, campeão mundial de KF. (Foto: KSP-CIK)

    Karol Basz, campeão mundial de KF. (Foto: KSP-CIK)

    KZ e KZ2

    Duas semanas atrás, em Le Mans, na França, foi disputado o Mundial de Kart para a categoria KZ, de karts com marcha – e a International Super Cup para a divisão de acesso KZ2. Na classe principal, o holandês Jorrit Pex conquistou seu primeiro título Mundial de Kart ao vencer a acirrada disputada da Final com apenas um décimo de vantagem sobre o italiano Paolo de Conto.

    Pela KZ2, o título da International Super Cup ficou com o francês Thomas Laurent, seguindo do sueco Joel Johansson e do italiano Alberto Cavalieri.

    Jorrit Pex (KZ) e Thomas Laurent (KZ2). (Foto: KSP-CIK)

    Jorrit Pex (KZ) e Thomas Laurent (KZ2). (Foto: KSP-CIK)

    Troféu Academia

    Também em Le Mans foi encerrada a edição 2015 do Troféu Academia, com a terceira etapa da temporada. Xavier Brunet, da Espanha, venceu a rodada final com o brasileiro Murilo Coletta em segundo. A diferença entre eles, na corrida decisiva, foi de 0s948. Com o terceiro lugar na França, a espanhola Marta Garcia Lopez conquistou o título do Troféu Academia por um ponto. 65 contra 65 do seu conterrâneo Xavier. Murilo Coletta fechou o campeonato em quarto lugar, enquanto seu irmão Marcel terminou o ano com um 11º lugar em Le Mans e na classificação final do campeonato.

    Murilo Coletta conquistou a quarta posição do Troféu Academia 2015. (Foto: KSP-CIK)

    Murilo Coletta conquistou a quarta posição do Troféu Academia 2015. (Foto: KSP-CIK)

    Clique nos links abaixo e confira como terminaram os Mundiais de KF, KFJ e KZ; a International Super Cup de KZ2 e a temporada 2015 do Troféu Academia.

     

  • Autor:
  • Ricardo Belussi - SÃO PAULO - SP

Compartilhar

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>